Importante

Para que o blog continue é fundamental que vocês deixem o filme compartilhando por pelo menos 3 vezes o tamanho do arquivo original. Se um arquivo tem o tamanho de 1gb, é importante que vocês deixem compartilhando até atingir 3gb. Isso ajudará a manter o arquivo com seeds (sementes) para que outras pessoas possam baixam os arquivos.

sábado, 19 de setembro de 2020

SINAIS DE VIDA - 1968

Lebenszeichen, 1968
Legendado, Werner Herzog

Formato: avi
Áudio: alemão e grego
Legenda: português
Tamanho: 1,27 Gb


SINOPSE  
O primeiro longa-metragem de Werner Herzog, plenamente inserido no espírito que dominava o cinema alemão dos anos 60 (o novo cinema, estabelecido desde 1962, através do Manifesto de Oberhausen), é trabalho de Modernidade latente, fruto de um honesto zeitgeist que hoje podemos avaliar como marco definidor não só de um movimento nacional, mas de uma trajetória particular com o cinema, um novo olhar. Em Sinais de Vida, Herzog não economizou na entrelinha, carregando suas imagens de ambigüidade e sarcasmo, além de sinalizar que sua chegada na arte não trilharia caminhos que se distanciassem da resistência, fazendo de cada filme determinado retrato de inconformismo. Rejeição aos tempos moldados pelo homem, mas também sua subserviência, seu apego pela incontornável matéria.

Desdobramento direto de um pequeno filme que realizara no ano anterior (A Defesa sem Precedentes do Forte Deutschkretz, 1967), Sinais de Vida desenvolve-se sobre a ruína de quatro personagens que se refugiam, durante a guerra, num forte grego isolado e vazio. O soldado Stroszek (Peter Brogle), junto a sua esposa e outros dois soldados feridos, enraíza-se nesta dimensão do espaço como um caractere beckettiano, à espera do acontecimento porvir em tempo indeterminado. Tais circunstâncias, desoladoras pelo grau de sobrevivência forçada que evocam, são preenchidas por um movimento pautado pelo ócio, pela diluição das funções sociais em detrimento de certo conforto necessário à ininterrupta passagem dos dias. Um filme em que o aguardar se faz ato, em que o tempo escorre como fina areia pela imagem-ampulheta.

 
7.2 de 10 91% - 71%1h 35min Trailer


Screenshots

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

MID90S - 2018

Mid90s, 2018
Legendado, Jonah Hill

Formato: mp4
Áudio: inglês
Legenda: português
Tamanho: 1,61 Gb


SINOPSE 
Tem uma cena no filme Mid90s de Jonah Hill em que Stevie [Sunny Suljic], um moleque skatista com uma vida muito ruim em casa, recebe um conselho valioso de um skatista mais velho depois de brigar com a mãe. Ray [Na-kel Smith], o skatista mais velho, explica que tinha um irmão mais novo que morreu tragicamente. Depois da morte, Ray quase não conseguia sair da cama, quanto mais andar de skate, até um amigo “literalmente me arrastar para fora da cama e me obrigar a andar de skate”. Sentindo a necessidade desesperada de Stevie de algo que o tire de sua depressão, Ray diz: “Então vamos lá”, depois pega seu skate e sai andando.
Na superfície, Mid90s é o retrato de um garoto preso numa casa difícil e às vezes violenta de onde está tentando escapar. Um menino extremamente quieto e aparentemente solitário, Stevie encontra aceitação num grupo de desajustados numa loja de skate de LA chamada Motor Avenue. Ray, Fuckshit, Fourth Grade e Ruben o aceitam em sua banca, o ajudando tanto na vida como no skateboard. É uma exploração poderosa da angústia adolescente (e pré-adolescente), e uma visão iluminada sobre como os jovens se descobrem através dos amigos. Mas onde Mid90s realmente brilha é no modo como mostra o que andar de skate significa para os praticantes mais fervorosos, e a influência que o esporte tem neles. No caso de Ray, o skate já foi o suficiente para tirá-lo da depressão depois da morte do irmão, e no caso de Stevie permite a ele encontrar uma tribo que o aceita por quem ele é, e oferece uma fuga de sua vida problemática em casa.
Fonte: Vice
 
7.4 de 10 80% - 80%1h 25min Trailer


Screenshots

terça-feira, 15 de setembro de 2020

ASSUNTO DE FAMÍLIA - 2018

Manbiki kazoku, 2018
Legendado, Hirokazu Koreeda
 
 
Formato: mp4
Áudio: japonês
Legenda: português
Tamanho: 1 Gb


SINOPSE 
Ganhador da Palma de Ouro de Cannes em 2018, Assunto de Família, como o título em português deixa muito claro, lida com tema muito caro para o diretor e roteirista japonês Hirokazu Koreeda, como provam suas obras O Que Eu Mais Desejo, Pais e Filhos e Depois da Tempestade. Aqui, porém, ele dá um passo atrás – não em qualidade, que fique desde logo claro! – e tenta observar e estudar o que exatamente é uma família, como ela se forma e como ela se mantém unida, com uma esperada abordagem lírica para uma história simples, que se diferencia pela força de pequenas sequências que pontilham a projeção.
Como existem revelações (não exatamente surpresas) que vão sendo desveladas ao longo da narrativa, procurarei ser críptico em relação aos detalhes sobre a história. Em linhas gerais, porém, Koreeda segue uma família composta por uma matriarca, normalmente referida como “avó” ou “vovó”, vivida maravilhosamente por Kirin Hiki, um casal mais velho, Osamu (Lily Franky) e Nobuyo (Sakura Ando), uma filha adulta, Aki (Mayu Matsuoka) e o garoto Shota (Kairi Jō). Todos eles vivem em um casebre empobrecido e claustrofobicamente cercado de prédios nos arredores de Tóquio, o que desde logo nos passa uma visão rara da megalópole japonesa, normalmente conectada com riqueza, tecnologia e o mais alto grau civilizatório. Quando o filme começa, vemos Osamu, em uma sequência tonalmente cômica, mas de pano de fundo grave, ensinando Shota a cometer pequenos furtos em um supermercado local. Essa sequência estabelece a narrativa e fala muito sobre o filme em si, com Koreeda e seu diretor de fotografia Ryûto Kondô trabalhando primordialmente câmeras paradas, atentas observadoras dos detalhes mais significativamente insignificantes, como os gestos que Shota faz antes de executar os furtos e os olhares manipuladores de Osamu.

Fonte: Planocritico
 
8.1 de 10 99% - 91%2h 01min Trailer


Screenshots

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

SINÉDOQUE, NOVA YORK - 2008

Synecdoche, New York, 2008 
Legendado, Charlie Kaufman
 
Formato: mp4
Áudio: inglês e alemão
Legenda: português
Tamanho: 752 Mb


SINOPSE 
Bons ou ruins, filmes pirados costumam ficar marcados na memória. Charlie Kaufman, um dos cineastas mais inventivos dos últimos anos, é um mestre desse estilo de pensar fora da caixa. Suas obras podem não ser as melhores, mas são sempre singulares por conta da criatividade do autor. “Synecdoche, New York”, sua primeira vez como diretor, é um ótimo exemplo disso. Assim como em “Anomalisa“, um conceito simples é transformado através de uma linguagem metafórica, porém compreensível sem precisar abstrair em níveis astrais. Este não é um filme arte de narrativas confusas e beleza na fotografia como compensação. Sempre há algo concreto por trás da surrealidade de seus trabalhos.
Tome-se por exemplo o teor absurdo da premissa. Inicialmente, é a história de Caden Cotard (Philip Seymour Hoffman), um dramaturgo cada vez mais perto de afogar-se em seu mar de problemas. Sua vida em casa está longe de ideal e, para ajudar, problemas de saúde começam a empilhar sem sinal de parar. Quando o fracasso atinge níveis críticos, Caden recebe uma honra que oferece um orçamento gigantesco para qualquer produção à sua escolha. Contudo, uma peça que começa com um tema direto ao ponto logo adquire o escopo imensurável de um universo auto-contido.

Fonte: cinegrandiose
 
7.6 de 10 68% - 71%2h 04min Trailer


Screenshots

 

domingo, 13 de setembro de 2020

TERRA E LIBERDADE - 1995

Land and freedom, 1995
Legendado, Ken Loach

Formato: avi
Áudio: inglês, espanhol e catalão
Legenda: português
Tamanho: 693 Mb

Torrent convergente

SINOPSE 
Terra e Liberdade, do cineasta britânico Ken Loach, é um verdadeiro marco na vida de qualquer cinéfilo interessado em cinema político. Vai muito além do senso comum de filmes maniqueístas sobre luta de classes ou sobre o embate capitalismo x socialismo e também daqueles que só se prestam a fazer uma homenagem acrítica a um determinado movimento histórico. Loach é um dos grandes cineastas do cinema político europeu, embora uma de suas maiores obras seja o drama muito mais existencial – Kes. O inglês venceria em 2006 a Palma de Ouro no Festival de Cannes por um filme que mais parece um Terra e Liberdade requentado – refiro-me a Ventos da Liberdade – e é curioso que não tenha sido a forma original o vencedor de um prêmio dessa importância. Terra e Liberdade, embora tenha suscitado muitas críticas na época de seu lançamento, segue imbatível como o melhor drama sobre a luta política em seu sentido mais amplo, ainda que ele peque aqui e ali na construção de seus argumentos.

Mas primeiro é preciso compreender que a história de Dave, um membro do Partido do Partido Comunista inglês, desempregado e desgostoso dos rumos da própria vida, que se junta aos populares que combatiam os franquistas durante a Guerra Civil Espanhola, é contada por um diretor abertamente ligado à esquerda e sem nenhum compromisso com a isenção ideológica. Terra e Liberdade é um filme sobre um dos momentos mais célebres da história da esquerda mundial e narrado por um esquerdista, o que jamais implica em uma falsificação desonesta de fatos históricos. Mas é bastante claro que o filme trata com idealismo dos atos praticados pelos membros do POUM (Partido Trabalhador de Unificação Marxista), que são mostrados na grande tela como os verdadeiros representantes de uma esquerda bem intencionada e que não estava disposta a negociar aquilo que não devia. As esquerdas autoritárias e divisionistas sofrem uma crítica histórica bem dura por parte de Ken Loach. Isso aparece na brilhante cena em que o inglês filma a assembleia em que os camponeses, os milicianos do POUM e os anarquistas debatem acerca da coletivização das terras.

Fonte: Planocritico
 
7.6 de 10 77% - 94%1h 49min Trailer

 
Screenshots 

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

VELUDO AZUL - 1986

Blue velvet,1986
Legendado, David Lynch

Formato: avi
Áudio: inglês
Legenda: português
Tamanho: 698 Mb

Torrent convergente

SINOPSE
O lado mais negro da vida numa pequena cidade norte-americana, por David Lynch. "Veludo Azul" é a obra mais aclamada deste cineasta. Trata-se da perda da inocência trazida pela mão do estudante Jeffrey Beaumont (Kyle MacLachlan) na suburbana cidade de Lumberton. Tudo começa quando Jeffrey encontra uma orelha humana num campo deserto. Pede ajuda a Sandy (Laura Dern), filha inocente de um polícia, para encontrar o corpo ao qual pertence. A chave do mistério é Dorothy Vallen (Isabella Rosselini), cantora num clube noturno. O marido e filho foram raptados pelo demoníaco Frank Booth (Dennis Hopper), que atormenta sexualmente a cantora em troca da segurança da família. É um filme brutal que não evita a exposição dos mais variados tabus: sadismo, perversões, fetichismo, violência e abuso de drogas, que se balançam com a inocência dos dois jovens.
Fonte: Cinecartaz
 
7.7 de 10 94% - 88%2h Trailer

 
Screenshots 

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

UM ELEFANTE SENTADO QUIETO - 2018

Da xiang xi di er zuo, 2018
Legendado, Bo Hu

Formato: avi
Áudio: mandarim 
Legenda: português
Tamanho: 2,54 Gb

Torrent convergente

SINOPSE
Sob o sombrio céu de uma pequena cidade no norte da China, as vidas de diferentes protagonistas estão interligadas. Para proteger um amigo, o jovem Wei Bu empurra o valentão da escola escada abaixo e foge do local após o garoto ser hospitalizado com risco de vida. Wang Jin, um vizinho de 60 anos, vive em conflito com seu filho e nora que querem colocá-lo em um asilo fétido e decide se juntar a Wei. Além disso, Huang Ling, a melhor amiga e colega de classe de Wei Bu, está atormentada por manter um caso com o vice-diretor da escola. Desesperados, os três decidem fugir juntos, enquanto, do outro lado da cidade, o irmão mafioso do valentão ferido, as autoridades da escola e os pais promovem uma caçada implacável a Wei. No final, os três embarcam em um ônibus em direção à Manchúria, onde, segundo dizem, há um elefante de circo sentado quieto. Baseado na história favorita de Hu Bo, a qual faz parte de seu próprio romance intitulado Huge Crack.
Fonte: Zetafilmes
 
7.8 de 10 96% - 74%3h 50minTrailer

 
Screenshots