Importante

Para que o blog continue é fundamental que vocês deixem o filme compartilhando por pelo menos 3 vezes o tamanho do arquivo original. Se um arquivo tem o tamanho de 1gb, é importante que vocês deixem compartilhando até atingir 3gb. Isso ajudará a manter o arquivo com seeds (sementes) para que outras pessoas possam baixam os arquivos.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

PIQUENIQUE NA MONTANHA MISTERIOSA - 1975

Picnic at Hanging Rock, 1975
Legendado, Peter Weir
Resultado de imagem para Picnic at Hanging Rock, 1975 poster

Formato: mp4
Áudio: inglês e francês 
Legendas: PT
Duração: 1h 55min.
Tamanho: 809 MB

LINK

SINOPSE
Um sonho delirante. Essa é a sensação que o longa-metragem “Piquenique na Montanha Misteriosa” (Picnic at Hanging Rock, Austrália, 1975), de Peter Weir, deixa no espectador. Ao contrário do que o título e a sinopse prometem, não se trata de um filme de detetive, de uma obra policial que investiga e soluciona um desaparecimento. Weir não parece interessado em realizar um filme narrativo, com começo, meio e fim claramente definidos. Ele prefere investir na criação de uma atmosfera onírica, privilegiando as sensações aos fatos. Faz, assim, um trabalho desafiador, diferente, mas também hermético, que deve desagradar ao público mais tradicional. 
“Piquenique na Montanha Misteriosa” se passa no ano de 1900 e conta a história do desaparecimento de um grupo de estudantes do aristocrático Appleyard College, colégio vitoriano para moças na costa australiana. As alunas, acompanhadas de uma professora, somem misteriosamente durante um passeio à montanha de Hanging Rock, uma formação geológica peculiar, não muito distante da escola. Quem assistir ao filme pensando que Peter Weir vai reconstituir o acontecimento dando ênfase às investigações do mistério, contudo, vai quebrar a cara. Não era essa a intenção do cineasta australiano, desde o princípio do projeto.
Fonte: cinerreporter
IMDb Rating          7.5



Trailer

Screenshots

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

O LAMENTO - 2016

Gok-seong, 2016
Legendado, Na Hong-jin 
Resultado de imagem para Gok-seong poster

Formato: avi
Áudio: coreano e japonês 
Legendas: PT
Duração: 2h 36min.
Tamanho: 1,95 GB

LINK

SINOPSE
Medroso, explosivo e irresponsável: características como essas fazem de Jong-Goo (Do Won Kwak) um dos policiais mais incapacitados do recente cinema asiático. E também um dos mais humanos. Sua equipe é daquelas que apenas reforça a conduta do sujeito: formada por um superior que deixa claro enxergar cada uma de suas limitações, fazendo questão de ressaltá-las sempre que o vê, e um parceiro de casta que também não impressiona ao exercer sua função, temos nela um grupo de vigilantes identificados muito mais pelo uniforme que vestem do que propriamente pela bravura com que conduzem as investigações sob as quais têm responsabilidade. Situação que piora muito quando uma epidemia de infecções, loucura e assassinatos toma conta do vilarejo em que trabalham.
O Lamento (Goksung, 2016), dirigido por Na Hong-jin, parte disso para criar um montanha-russa de gêneros que remete tanto à mistura de thriller, humor negro e drama vista em obras como Memórias de um Assassino (Salinui chueok, 2000) quanto à carnificina ininterrupta de Eu Vi o Diabo (Ang-ma-reul bo-at-da, 2010), apostando ainda em momentos de pura bizarrice que prometem causar desespero no mais calejado dos espectadores. 
Por falar nele, o desespero no filme de Na tem origem não em instantes de clímax emocional ou em set pieces engenhosas: aqui, é a constante sensação de limbo — perfeitamente representada pelo espanto de Goo ao visitar sua primeira cena de crime — a responsável por fazer do protagonista uma extensão dos nossos próprios anseios; assim como ele, mergulhamos numa espiral de perguntas não respondidas que apenas intensifica o horror de termos alguém tão encrencado como referência. Em meio aos litros de sangue derramado e a possessões demoníacas das mais agressivas, também nos tornamos, afinal, incapazes de compreender o que acontece na vida daquele homem. Fisgando protagonista e público, O Lamento, pouco a pouco, se nega a seguir os caminhos tradicionais de sua investigação e opta por criar uma série de situações escabrosas nas quais entidades sobrenaturais começam a zombar de Goo e, claro, de quem assiste, fazendo da frustração motivada por pistas que não explicam nada o cerne de sua “brincadeira” perversa.
Fonte: revistamoviement
IMDb Rating          7.4




Trailer

Screenshots

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

ANTIPORNO - 2016

Anchiporuno, 2016
Legendado, Sion Sono
Resultado de imagem para antiporno 2015 poster


Formato: mp4
Áudio: japonês 
Legendas: PT
Duração: 1h 16min.
Tamanho: 1,21 GB

LINK

SINOPSE
A produção audiovisual japonesa, para além dos animes, é pouco conhecida no Brasil, tanto que é bastante raro uma produção japonesa live action estrear por aqui, o que também é o caso de Antiporno, somado ao fato da produção em si já ser bem distante dos padrões de cinemas multiplex.
A produção de Shion Sono é apresentada como um reboot de um gênero japonês de cinema, o roman porno (ou pink film), uma espécie de exploitation soft-porn, mas com muito mais orçamento do que os filmes do movimento original dos anos 70, além de trazer debates além dos abordados no roman porno, mantendo a roupagem bombástica e chocante.
Apesar das suas virtudes, o principal problema de Antiporno é o seu ritmo e a reiteração ad nauseam das suas questões levantadas. Como filme em que a estrutura narrativa padrão é ignorada, sua sustentação se dá através da sua mensagem, coisa comum em obras voltadas para o conceito moderno de arte, afastado da beleza pela beleza – beleza esta curiosamente bastante presente neste filme. A arte moderna possui, mesmo que aliada à beleza, o foco em uma mensagem, muitas vezes passada através do choque e do estranhamento, sendo uma mensagem o objetivo final da obra, numa construção de sentido que não necessariamente é estética.

Fonte: pipocatime
IMDb Rating          6.4




Trailer

Screenshots

domingo, 1 de dezembro de 2019

MISHIMA: UMA VIDA EM QUATRO TEMPOS - 1985

Mishima: A Life in Four Chapters, 1985
Legendado, Paul Schrader
Resultado de imagem para Mishima: A Life in Four Chapters poster

Formato: mp4
Áudio: japonês e inglês
Legendas: PT
Duração: 2h
Tamanho: 1,04 GB

LINK

SINOPSE
Como muitos que estão lendo este texto, também eu não conhecia a obra de Yukio Mishima. Em umas poucas pesquisas descobri sobre o caráter controverso de sua pessoa. Um dos mais importantes escritores japoneses, quebrou barreiras culturais, enfocava a sexualidade e tinha uma estranha paixão pela morte, descrita em muitos de seus romances. Mishima também era um conservador e defendia com unhas e dentes o nacionalismo, tanto que fundou uma milícia de direita. Seu caráter o levou ao extremismo do seppuku (um ritual de suicídio reservado aos guerreiros).
Contudo, seus posicionamentos não agradaram boa parte de seus compatriotas que enxergaram com surpresa a notícia de um filme sobre sua vida. Fã da obra do escritor, Paul Shrader conseguiu o aval dos produtores Francis Ford Coppola e George Lucas. Os japoneses desconfiavam da maneira como um de seus escritores preferidos seria descrito por americanos. Nada mais natural, tendo em vista a maneira como em geral eles retratam culturas que não sejam as suas. Mas para o bem de todos, os japoneses estavam errados, e Mishima – Uma Vida em Quatro Atos, acabou se revelando um poema em forma de película.
O diretor optou por apresentar a história do escritor através também de seus contos, colocados entre a apresentação biográfica de Mishima. Com uma influência direta da nouvelle vague, as histórias entrelaçadas não se perdem na narrativa, haja vista o caráter revelativo das histórias escritas pelo escritor. Através de seus textos ele expressava sua intensa relação com a morte e revelava parte de sua sexualidade oculta sob a capa do moralismo oriental.

Fonte: cinemaclassico
IMDb Rating          7.9




Trailer

Screenshots

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

MEU WINNIPEG - 2007

My Winnipeg, 2007
Legendado, Guy Maddin
Resultado de imagem para My Winnipeg poster


Formato: avi
Áudio: inglês
Legendas: PT
Duração: 1h 20min.  
Tamanho: 1,33 GB

LINK

SINOPSE
A natureza da memória como local de nascimento e o entendimento das mitologias pessoais. Tanto uma reflexão mística como uma história pessoal, crônica de uma cidade e fantasia proletária pós-freudiana desordenada, Meu Winnipeg mistura mito local com trauma de infância. Tudo narrado pela energia inspirada e normalmente divertida de Maddin. “Encante-me com seu jeito pessoal” foi o pedido do produtor executivo Michael Burns, e a deixa para Maddin explorar o encanto de sua cidade natal. Misturando animação, arquivos de registros e reconstituições, o diretor criou uma extraordinária homenagem visual com a marca do seu estilo original.

Fonte: Filmow
IMDb Rating          7.6




Trailer

Screenshots

terça-feira, 26 de novembro de 2019

DE CALIGARI A HITLER - 2014

Von Caligari zu Hitler: Das deutsche Kino im Zeitalter der Massen, 2014
Legendado, Rüdiger Suchsland
Resultado de imagem para Von Caligari zu Hitler: Das deutsche Kino im Zeitalter der Massen poster

Formato: mp4
Áudio: alemão e inglês
Legendas: PT
Duração: 1h 59min.  
Tamanho: 1 GB

LINK

SINOPSE
Partindo do conhecido livro do sociólogo alemão Siegfried Kracauer, “De Caligari a Hitler” (1947), o documentário discute e ilustra a permanência de várias de suas teses – como a de que os temas do cinema da república de Weimar (1918-1933) de várias maneiras prefiguraram o nazismo em formação, em filmes como “O Golem”, de Paul Wegener e Carl Boese, e “Dr. Mabuse, o O Jogador” e “Metrópolis”, de Fritz Lang, e outros. Refletindo sobre os postulados do livro, o filme procura explorar as várias facetas do fascinante cinema da contraditória era Weimar e entrevista cineastas contemporâneos, como Fatih Akin e Volker Schlondörff.

Fonte: etudoverdade
IMDb Rating          7.3




Trailer

Screenshots

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

O GOSTO DO CHÁ - 2004

Cha no Aji, 2004
Legendado, Katsuhito Ishii
Resultado de imagem para the taste of tea poster

Formato: avi
Áudio: japonês
Legendas: PT
Duração: 2h 23 min.  
Tamanho: 2,18 GB

LINK

SINOPSE
O filme conta a rotina de uma família que vive no interior do Japão, composta pelo excêntrico avô, a mãe Yoshiko, que está tentando retornar ao seu emprego de animadora realizando um curta-metragem à mão na mesa de jantar, o pai Nobuo é um terapeuta especializado em hipnose que realiza sua prática em família, o filho Hajime que apaixona-se pela nova aluna de seu colégio, e a filha Sachiko, que se vê constantemente importunada pelo seu clone gigante que insiste em se esconder quando ela tenta flagrá-lo. Eles ainda recebem o tio Ayano, um produtor musical relaxando de férias no campo.
Fonte: Filmow

IMDb Rating          7.7




Trailer

Screenshots