sexta-feira, 19 de novembro de 2010

La soufrière

LA SOUFRIÈRE, 1977
Legendado, Werner Herzog


Classificação: Excelente

Formato: AVI (DVD-Rip)
Áudio: inglês/francês
Duração: 30 min.
Tamanho: 213 MB
Servidor: Megaupload (parte única0


LINK
http://www.megaupload.com/?d=ELEPP5ES


SINOPSE

Na ilha de Guadalupe, um vulcão, outrora adormecido, está prestes a entrar em erupção enquanto, em seu entorno, um velho homem resiste em se deslocar de lá. A câmera de Herzog perpassa os espaços vazios, perambula, tal qual um fantasma, por ruas não menos fantasmagóricas de um lugar fadado ao desaparecimento. Herzog, em off, narra e observa as ruínas de um lugar em processo de finitude.

The internet movie database: IMDB

Paul Cronin: Eu sempre achei La Soufrière, filmado em uma ilha do Caribe prestes a explodir, um dos seus filmes mais interessantes. O filme tem uma espécie de profundidade ridícula e bizarra com as cenas de você e o cameraman Ed Lachman and Jorg Schmidt-Reitwein correndo das nuvens gases tóxicos, que flutuavam pela encosta da montanha enquanto você espera por esta "catástrofe final."

Herzog: Há certamente um elemento de auto-ironia no filme final. Tudo isso parece tão perigoso e predestinado à destruição que, em última análise, acaba em uma completa banalidade. Isto é bom, eu tinha de aceitá-lo como ele era, e é claro, em retrospecto, eu tenho que agradecer a Deus de joelhos por não ser o contrário. É um bom trabalho o filme perder o seu clímax potencialmente violento. Na verdade, teria sido ridículo ser destroçado por um vulcão e perder dois amigos.
Para La soufrière, uma vez que nós não sabíamos se a ilha estava prestes a ser explodida por um vulcão, cada um de nós teve que fazer sua própria decisão. Assim que eu ouvi a iminente erupção vulcânica, que a ilha de Guadalupe foi evacuada e que um camponês havia se recusado a sair, eu sabia que queria ir falar com ele e saber que tipo de relacionamento para com a morte ele tinha. Eu imediatamente liguei para um empresário de televisão, com quem tive uma relação de trabalho que remonta ao filme O grande êxtase do escultor Steiner. Eu realmente precisava falar com ele, porque se o filme não fosse filmado rapidamente tudo poderia estar perdido. O vulcão explodiria e o filme estaria morto. No momento em que liguei ele estava em reunião, então eu perguntei a seu assistente se ele poderia arrastá-lo para fora de lá por apenas um minuto, não importando onde ele estivesse, o que ele estava fazendo ou quão importante era as pessoas com quem ele estava reunido. 'Diga a ele que Herzog preciso falar com ele por um minuto'. Eu acho que em cinquenta segundos eu expliquei a situação e ele disse: 'Basta sair daqui e fazer o filme.' E eu disse: 'Como fazemos o contrato?'. Tudo o que ele disse foi: 'Volte vivo e faremos o contrato'. E ele foi embora, tão simples quanto isso. E nós fizemos o contrato com nosso retorno. Deixe-me dizer o nome do cavalo e do cavaleiro: Manfred Konzelmann.

Retirado e traduzido de Herzog on Herzog



















































 




























































domingo, 14 de novembro de 2010

Fata morgana

FATA MORGANA, 1971
Legendado, Werner Herzog


Classificação: Excelente
Formato: AVI(DVD-Rip)
Áudio: alemão
Legendas: português
Duração: 79 min.
Tamanho: 690 MB
Servidor: Megaupload (3 partes)

LINKS

SINOPSE
Estruturada em três partes (criação, paraíso e a era dourada), e rodado no deserto do Sahara (África), este é sem dúvida o documentário menos convencional do diretor alemão Werner Herzog. Sem argumento nem direção determinado, Herzog nos presenteia com uma série de imagens, palavras e músicas que funcionam de maneira conjunta dando um resultado maravilhoso. A sensação hipnótica resultante vem reforçada por uma trilha sonora com temas de Leonard Cohen, Mozart e Third Ear Band.

The internet movie database: IMDB

Paul Cronin - O que é realmente um "fata morgana"?
Herzog - "Fata morgana" significa miragem. A primeira parte do filme é composta por 8 diferentes cenas, que apresentam o pouso de 8 diferentes aviões. Eu tive a sensação de que o público, que assistiu até o sexto ou sétimo pouso, iria ficar até o fim. Esse tipo de abertura ao público é uma espécie de teste. Como ao passar do dia a temperatura fica cada vez mais quente e o ar se torna cada vez mais seco, então as 49 imagens obtidas ficam mais e mais turvas e impalpáveis. Algo visionário estava em jogo - algo parecido com os sonhos febris - que permanecem conosco durante todo o filme. Este foi o motif (motivo, fio condutor) do Fata Morgana: captar coisas que não são reais, que realmente não existem. 
No deserto você realmente pode filmar miragens. Claro, você não pode filmar alucinações as quais aparecem apenas dentro de sua própria cabeça, mas miragens são coisas completamente diferentes. Uma miragem é o reflexo de um objeto que realmente existe e que você pode ver, mesmo que você não possa tocá-la. É um efeito semelhante a quando você tira uma foto de si mesmo no espelho do banheiro. Você não está lá no reflexo, mas você ainda pode se fotografar. 

Retirado e traduzido do livro Herzog on Herzog