segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

FEBRE DO RATO - 2012

Febre do Rato, 2011
Claúdio Assis
Formato: AVI
Aúdio: Português
Legendas: -
Duração: 105 minutos
Tamanho: 875 Mb
Servidor: Zippyshare

LINKS

SINOPSE
Zizo é um inconformado e anarquista responsável pela publicação do fanzine que dá nome ao filme. Zizo vive isolado em seu mundo particular até conhecer Eneida. Ela se transforma em sua consciência contemporânea e periférica, promovendo grandes transformações em sua vida.
Fonte: Cineplayers

IMDB
TRAILER

ANÁLISE

Você não põe a coleira em uma aberração.  

por Bernardo D.I. Brum

O terceiro filme de Cláudio Assis - sucedendo os tão aclamados quanto criticados Amarelo Manga (idem, 2002) e Baixio das Bestas (idem, 2007) - mostra que o diretor pernambucano não arrefeceu nem um pouco em seu radicalismo formal nem em suas temáticas sempre controversas: as histórias sobre indivíduos da classe baixa da sociedade pernambucana retratam um universo todo próprio e característico, onde assuntos como sexo, desejo, repressão e exploração são explorados constantemente sob uma ótica sempre distante e desconfortável, nunca cômoda ou resignada.

Febre do Rato abre com o ponto de vista de um barco se aproximando do litoral recifense. Vemos a cidade surgindo aos poucos, enquanto ouvimos uma voz declamando poesias. A imagem, que se assemelha com a primeira imagem registrada no Brasil – o ponto de vista de um barco chegando na Baía de Guanabara, filmado por Afonso Segreto – cumpre a mesma função que o registro centenário: irá, em preto e branco, descortinar um mundo muitas vezes ignorado e desconhecido, e a voz declamadora logo se revelará ser de Zizo, um poeta que edita um jornal independente homônimo ao filme, feito à mão, na raça e na coragem pelo próprio através da sua máquina de imprensa e sua fotocopiadora que distribui aos berros e protestos pela sua cidade.

Com Zizo compartilham espaço outros personagens de seu círculo social, pessoas que bebem, fazem sexo, traem, brigam e novamente se unem em uma espécie de união miserável em contraponto à angústia solitária, engolida em seco, de Amarelo Manga ou o desfile de perversões e personagens disfuncionais de Baixio das Bestas; para um artista que aposta no que incomoda, Febre do Rato funciona não apenas como filme, mas também como afirmação de estilo: como nas suas ácidas e críticas entrevistas, seu filme também é uma antítese de um cinema limpo, educado e cartesiano demais; seu grande espaço tempo diegético, a pouca presença de ação dramática, os diálogos com o ritmo de uma conversa cotidiana são racionalmente distante da pathos do cinema tradicional para justamente aproximar espectador do íntimo dos personagens: a nudez, a masturbação, o sexo, o sono, a ressaca pedem mais por instante e menos por pose. 

A fotografia de Walter Carvalho, como sempre acontece em tantos outros trabalhos seus, constrói um olhar carnal sobre os personagens enfocados, revelando sua sensualidade, sua feiúra, seus pequenos instantes, enfim; sua liberdade enquanto ser humano, quando ninguém mais está olhando.

Continue lendo no Cineplayers








10 comentários:

  1. faz tempo que estava querendo ver esse filme. parabens pelo blog !

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo filme (também estava atrás há um tempo...), porém, o mesmo está corrompido. É só comigo que aparece essa mensagem no WinRAR? Grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vênus, as vezes acontece do Winrar acusar o arquivo de estar corrompido. Quando isso acontece (e não sei qual é o motivo), é só usar o 7zip que ele extrai o arquivo completamente (mesmo aparecendo alguma mensagem de erro):

      http://www.baixaki.com.br/download/7-zip.htm

      Excluir
  3. Laurentino, valeu pela dica! Mas acho que o problema é realmente no arquivo. Baixei o programa e quando extraí os arquivos pelo 7Zip formou uma pasta com apenas 175MB (tamanho do primeiro arquivo). Tentei de outra forma, descompactando um por um e ao tentar abrir o segundo, terceiro e quarto arquivo o acesso era negado. Vocês do blog têm outro link do filme? Grato, desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vênus, como você foi o único que teve esse problema até agora, vou esperar mais um pouco antes de fazer o upload novamente. Assim, recomendo que você baixe o filme no blog dos camaradas do Sonata Premiere:

      http://sonatapremiere.blogspot.com.br/2012/12/febre-do-rato.html

      Boas festas e
      grande abraço.

      Excluir
    2. Laurentino, consegui pelo blog que você indicou. VALEU!!

      E por sinal, que filme anarquicamente, escatologicamente, subversivamente du ca-ra-lho, hein?

      Excluir
    3. Ah, e você tem aí o filme "Accattone" ("Desajuste Social", no Brasil, de Pasolini? Se tiver como upar, ficaria mais grato ainda. Não achei na net! =/

      Excluir
  4. Parabéns, bicho, tuas postagens são raridades...

    ResponderExcluir
  5. Buenas! Sabem onde posso encontrar a trilha sonora desse filme para download?
    Agradecida!

    ResponderExcluir
  6. Hola queridos!!! busco legenda em español para a febre do rato, alguem pode ajudar- me??

    ResponderExcluir

Política de moderação do comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Dessa forma, o Convergência Cinéfila reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética, ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Para a boa convivência, o Convergência Cinéfila formulou algumas regras:
Comentários sobre assuntos que não dizem respeito ao filme postado poderão ser excluídos;
Comentários com links serão automaticamente excluídos;
Os pedidos de filmes devem ser feitos no chatbox.

Att.,
Convergência Cinéfila